Voa, voa, voa; asa da imaginação

 

Um barulho, uma batida, um som, um sonho.

Assim como que,  quase do nada, na madrugada uma palavra, um argumento quer sair do papel, se exprimir,

 se transformar em canção.

Por vezes uma letra, uma imagem ou sentimentos, estão em mim, ao meu lado...  insistem em não se calar.

 

 A existência da arte em todos os seus segmentos é a felicidade sutil da fuga.

A beleza da árvore,  da flor,  o amor ou o desamor;  a guerra, a terra, o céu, o mar, um universo a explorar em forma de melodia...  poesia.

 

O poeta por mais que tente, não consegue ficar inerte.

Flerta com o belo, com a dor, com o trágico, com o cômico e é ceifado,  com o mais simples dos gestos.

 

 

©2019 zinushka 

 

  • YouTube - White Circle
  • Twitter Clean
  • Facebook Clean
  • SoundCloud Clean